Sensor de luminosidade LDR: conheça mais sobre esse resistor e sua utilidade

O sensor de luminosidade LDR é um dos componentes existentes na eletrônica. Ele é muito utilizado por ser uma modelo de resistor que tem o objetivo de diversificar a intensidade da luz que recai sobre ele.

Mesmo sendo tão usado na eletrônica, o funcionamento do sensor de Luminosidade LDR é pouco conhecido. Conheça a seguir mais informações sobre o esse resistor e onde empregar suas funcionalidades.

O que é o sensor de luminosidade?

O sensor de luminosidade LDR é um tipo de resistor, mais conhecido como um fotoresistor, que tem a funcionalidade de modificar a resistência em toda luz que cai sobre ele. LDR é uma sigla que significa Light Dependent Resistor, na tradução significa Resistor Dependente de Luz.

Esse sensor de luminosidade LDR é uma ferramenta eletrônica considerada passiva. Isso porque dispõe da quantidade de dois únicos terminais e não define a sua polaridade. O sensor de luminosidade LDR contém um material que funciona como semicondutor para alta resistência. Ele também apresenta atrasos para conseguir variar toda a sua resistência elétrica.

Há outros tipos de fotoresistores, alguns possuem uma sensibilidade à luz visível superior. Existem também aqueles que trabalham com a sensibilidade da luz infravermelha.

Como funciona o sensor de luminosidade?

O funcionamento do sensor de luminosidade é considerado bastante simples. No momento em que as partículas de luz, chamadas de fótons, refletem na superfície do sensor, o semicondutor libera os elétrons de seu material. Assim, aumenta a condutividade do sensor de luminosidade e a resistência sofre uma diminuição.

Em seu estado considerado normal, o material do sensor de luminosidade contém uma resistência alta. Dessa forma, quanto mais alta a luz, menor a resistência do LDR.

Onde pode ser utilizado o sensor de luminosidade?

O sensor de luminosidade pode ser aplicado em diversos lugares. O principal deles é em lâmpadas que utilizam o acendimento automático. Com elas, é possível economizar uma quantidade considerável de energia. No caso dos postes públicos de iluminação, um composto de sensor de luminosidade LDR é aplicado. Desse modo, se identifica se está de noite ou de dia.

Também é possível usar o sensor de luminosidade LDR em robôs seguidores de linha. Com ele, os robôs desse modelo conseguem identificar através da luz refletida o caminho da linha que deve seguir.

LDR: Como utilizar em projeto de sensores arduino?

O sensor de luminosidade LDR também se encaixa em projetos de sensores arduino. Nesses casos, é possível adicionar o LDR interligado com o Arduino. Essa utilização do fotoresistor é capaz de controlar um LED através da luminosidade que cai sobre a parte superior do sensor.

Material necessário

Para utilizar o sensor de luminosidade com o arduino, será preciso estar com os seguintes materiais em mãos:

●     Cabo USB;

●     Placa Uno SMD R3;

●     LDR;

●     Protoboard;

●     Led Difuso

●     Resistor 10kΩ;

●       Resistor 220Ω;

●     Fios de Jumper.

É preciso apenas um de cada material necessário da lista. Com todos, será possível realizar o processo do projeto de sensores arduino.

Montagem de circuito sensor de luminosidade

Para a montagem do circuito, é preciso utilizar um resistor 220Ω que será aplicado ao LED. O de 10K será para o LDR. Um dos terminais deve estar conectado com o GND e ao pino da placa UNO.

Com isso, é preciso conectar a resistência de 10K no pino A0. O 5V vai junto à placa UNO. Feito isso, o ânodo do LED precisa ter conexão com o resistor 220 e por último a porta digital com a placa UNO.

Programação do sensor arduino

Para programar o sensor arduino, é preciso declarar todas as variáveis. No projeto, serão necessárias apenas duas, uma para definir o pino e outra para armazenar o valor que for lido através do LDR. É definido o pino A0 e também a variável valorldr é criada.

Feito isso, é preciso configurar a porta de entrada, as informações serão recebidas pelo sensor de luminosidade, então a porta de conexão será definida a de entrada (INPUT). O processo é feito através do código: pinMode(ldr,INPUT).

Para saber se a placa Arduino está ativa e recebe todos os dados é preciso iniciar a comunicação com o serial. Os dados serão mostrados na tela do computador através da função Serial.begin(velocidade);.Por fim, será possível imprimir os dados da função de leitura do sensor. A porta serial utilizada é a Serial.println(valorldr);. Caso o circuito construído não funcione, os valores usados podem ser modificados para uma segunda tentativa.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três + dezesseis =